29 de março de 2017

Meu templo


Sim eu tenho um pequeno templo, mas não preciso dar um passo sequer para chegar até ele. 


Ele foi construído aos poucos dentro de mim. 

Nele em silêncio canto, faço prece, peço força e proteção. 


Nele não há ouro nem prata, nem portas trancadas, nem hora marcada para dobrar os joelhos. 

Nenhum altar ou ritual além da minha presença e entrega. 

Nele encontro simplicidade, refúgio, paz, encontro um Deus sempre disposto a socorrer e a escutar.
 

Nele tem sempre uma luz acesa, uma flor na mesa, um cântico decorado, outro inventado, uma oração, uma conversa franca, um desabafo, um pedido e... gratidão.

Meu templo particular é um coração que aprendeu com a vida a buscar abrigo na luz e na fé.




Rita Maidana

Nenhum comentário:

Você poderá gostar de...