18 de fevereiro de 2017

Alma


A alma é justamente isso, a casa do mistério, onde as emoções não são reconhecidas pelo nome, e sim pelo que provocam. Onde a simplicidade não reage às críticas, reconhece o próprio valor. Onde não existe juventude e velhice, tudo é atemporal. Onde a essência reside, ainda que meio escondida.

O resto? É ambição, exibicionismo, vaidade, angústia, medo da morte, rendição à opinião alheia, sensação de incompletude, vergonha dos fracassos, pudores, palavras demais, obsessão em cumprir metas, barulho excessivo para espantar o silêncio, negação dos próprios desejos.

Tirando o resto, a alma é tudo que sobra.

Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Você poderá gostar de...