23 de março de 2017

Aprenda a ser filtro e não esponja.


Mágoas, rancores e ódios não te levarão a lugar algum. 

Liberte-se desses pesos desnecessários. 

Abra espaço para suas asas. 

E então voe. 

O mundo também é seu. 

Não sofra demasiadamente e desnecessariamente. 

Aprenda a ser filtro e não esponja. 

Absorva as coisas positivas do mundo. 

Abstrai o negativo. 

Siga fazendo o melhor que possas. 

Sempre otimista e sempre em frente!

D. A

Ame teus espinhos, tuas limitações.



"Ame aquilo que você é por dentro. 

Ame teus espinhos, tuas limitações. 

Ame a tua parte má, o teu desassossego, a tua falta de vocação pra santa. 

Ame-se. 

Infinitamente. 

Como se fosse amor a primeira vista. 

Incorpore teu melhor, bonita."

(Ju Fuzetto)

22 de março de 2017

Obrigada meu Deus por tudo.


Por cada pedra no caminho, por cada obstáculo superado. 


Por me mostrar que mesmo diante das minhas fragilidades eu posso me reconstruir e ser alguém ainda mais feliz.


Obrigada por me ensinar que a minha capacidade de enxergar a vida e modificar o que é preciso vem dos teus ensinamentos e do que o caminho me mostrou.


Obrigada por tudo. 


Hoje se consigo ver a luz no final do túnel, é porque teu amor me protege e ninguém abala minha fé interior..

Amém!

(Sil Guidorizzi)

"Poema das Árvores"




As árvores crescem sós. E a sós florescem.

Começam por ser nada. Pouco a pouco
se levantam do chão, se alteiam palmo a palmo.

Crescendo deitam ramos, e os ramos outros ramos,
e deles nascem folhas, e as folhas multiplicam-se.

Depois, por entre as folhas, vão-se esboçando as flores,
e então crescem as flores, e as flores produzem frutos,
e os frutos dão sementes,
e as sementes preparam novas árvores.

E tudo sempre a sós, a sós consigo mesmas.
Sem verem, sem ouvirem, sem falarem.
Sós.
De dia e de noite.
Sempre sós.

Os animais são outra coisa.
Contactam-se, penetram-se, trespassam-se,
fazem amor e ódio, e vão à vida
como se nada fosse.

As árvores, não.
Solitárias, as árvores,
exauram terra e sol silenciosamente.
Não pensam, não suspiram, não se queixam.
Estendem os braços como se implorassem;
com o vento soltam ais como se suspirassem;
e gemem, mas a queixa não é sua.

Sós, sempre sós.
Nas planícies, nos montes, nas florestas,
A crescer e a florir sem consciência.

Virtude vegetal viver a sós
E entretanto dar flores.
Alguém disse...

19 de março de 2017

Que seja de paz ...



“Não nos cansemos de fazer o bem. 


Pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo em que faremos a colheita."

Gálatas 6:9

No meu olhar



No meu olhar, voam pássaros inventados
Contos lendários, de príncipes e princesas
Centelhas de ventos sobranceiros
Violetas que perfumam o meu travesseiro.

Vejo névoas que encobrem castelos
Manhãs de bruma em dias soalheiros
Ondas oceânicas, que rebentam nas estrelas
Tudo cabe ali, na fantasia do meu olhar...

Nos meus sonhos perco-me em melancolia
Ainda lembro as brisas aladas do fim da tarde
E as magnólias do meu jardim...
Onde estão as magnólias do meu jardim?!


Cecília Vilas Boas

Não adia o perdão, nem o sorriso , nem o amor.


Desfaz os nós e deixa a vida embalar novos passos. 

Não se dê por vencido, nem se condene pelos erros cometidos. 

Aprenda a dançar na chuva e a superar seus medos. 

Alimente o coração de fé e não o sabote na hora de sentir. 

Seja grato por todos os tropeços,sem eles você não se lembraria continuamente do quanto que é capaz. 

Se faça feliz agora,amanhã é tarde. 

É de hoje que se vive. 

Não adia o perdão, nem o sorriso , nem o amor.

Marcely Pieroni Gastaldi

Você poderá gostar de...